Início » Artigos » Batalha do Jenipapo » Batalha do Jenipapo (1823): Uma das batalhas de Independência do Brasil

Batalha do Jenipapo (1823): Uma das batalhas de Independência do Brasil

Prof. Esp. Pedro Silva Drummond

A Batalha do Jenipapo, em 13 de março de 1823, fez parte do contexto das batalhas de Independência do Brasil. Após a declaração de Independência, feita por D. Pedro, o País passou por diversas batalhas para manter a soberania da Nação. Nos meses posteriores as palavras daquele que seria o novo Imperador do Brasil, aconteceu diversas batalhas e conflitos, entre portugueses e apoiadores contra as tropas do Governo do Brasil e aliados.

A Batalha do Jenipapo, no Piauí, foi uma desses conflitos entre os apoiadores de Portugal contra o grupo que apoiava a Independência. No Piauí tinha sido criado em 1821, uma Junta Governativa, orientação dada pelos portugueses após a Revolução Liberal do Porto. Essa Junta tinha como um dos responsáveis, João José da Cunha Fidié, Comandante das Armas, português experiente que lutou nas guerras napoleônicas.

Alguns dias após D. Pedro ter declarado o Brasil Independente, diversas Vilas da Província do Piauí declararam apoio ao processo iniciado por D. Pedro. Parnaíba, uma dessas Vilas que apoia a Independência, formaliza esse apoio e como resposta, tem Fidié e suas tropas marchando para a região.

No caminho para Parnaíba, Fidié recebe a notícia de que a Capital Oeiras, também tinha declarado apoio a Independência, como Oeiras, era uma região mais importante para Fidié, ele abandona a marcha para Parnaíba, e parte para Capital.

No caminho de volta, é surpreendido por uma coluna militar pró-Independência, liderados pelo capitão Luis Rodrigues Chaves às margens do rio Jenipapo, em Campo Maior. Os liderados pelo capitão Luis Rodrigues Chaves, acabaram sendo derrotados, mas conseguiram levar os suprimentos de guerra das tropas de Fidié, fazendo parte desses suprimentos, o material bélico, às ordens de comando, os despachos e uma quantidade razoável de dinheiro. provocando o enfraquecimento das tropas pró-Portugal.

Com a perda dos suprimentos, o que foi uma derrota na Batalha às margens do rio Jenipapo, se transformou na vitória contra as tropas pró-Portugal, com o recuo de Fidié e seus soldados para o Maranhão e o domínio da Província do Piauí pelo grupo pró-Independência.

Fidié acabou preso no Maranhão, e enviado ao Rio de Janeiro e posteriormente para Portugal. A Batalha de Jenipapo se configurou como uma das batalhas de Independência do Brasil na região Nordeste, como aconteceram em outras Províncias do Brasil. O reconhecimento da Independência do Brasil, por Portugal, só ocorrerá em 1825, após o Tratado de Paz, Amizade e Aliança.

Monumento Jenipapo – Campo Maior             

Obelisco da Batalha de Jenipapo

Imagem de Destaque: Pintura retratando a batalha do Jenipapo, disponível no Museu que se encontra no Monumento em homenagem a Batalha de Jenipapo

*Oeiras foi Capital do Piauí durante 94 anos (1758-1852)

Quer saber mais sobre o Brasil no Século XIX, leia os posts Batalha de Monte Caseros (1852): As disputas pelo controle na região do Rio da Prata, Batalha 4 de Maio de 1823: Guerra de Independência do BrasilBatalha Naval de Lara-Quilmes, Guerra Cisplatina: Batalha Naval de Monte Santiago e A Conquista de Caiena pelo Império Português, você pode navegar por este link, no nome do texto ou pelas categorias do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *