Pular para o conteúdo

Batalha de Ashdown

Em 865, o Grande Exército Pagão liderado por Uba, Halfdane e Ivar, o Sem-Ossos, invadiu East Anglia e derrotou rapidamente qualquer força enviada contra eles. Em 866 DC eles tomaram a cidade de York, e em 867 eles mataram os reis da Nortúmbria Osbert e Aelle e consolidaram seu controle da região. Em 868, o Grande Exército fez incursões constantes em toda a Mércia e em 869 d.C. haviam invadido completamente a Ânglia Oriental. Em 870, reforços para o Grande Exército chegaram da Escandinávia e Halfdane liderou suas forças para tomar Wallingford, devastar a Mércia e seguir para Wessex no ano seguinte.

Alfredo, o Grande, e seu irmão Aethelred mobilizaram suas forças e enfrentaram os vikings na batalha de Reading, mas foram derrotados. Cheios de tristeza e vergonha disso, e quatro dias depois, com todas as suas forças e em um estado de espírito determinado, eles novamente avançaram contra o exército viking em um lugar chamado Ashdown. habilidade em liderança militar e sua capacidade de pensar com clareza e agir em uma crise.

Uma estratégia foi estabelecida pela qual Alfred e Aethelred comandariam forças conjuntas que atacariam em diferentes pontos das forças vikings, mas que Aethelred nunca pareceu assumir o comando de sua parte da batalha. Os vikings mantinham o terreno alto e já haviam fortificado suas defesas quando Alfredo chegou ao campo e encontrou seu irmão, o rei, ainda em suas orações. Alfredo, então, não teve escolha a não ser assumir o comando de todo o exército e liderar o ataque. Deve-se notar que o relato de Asser da batalha foi contestado e outras fontes creditam Aethelred com total participação no combate. Esteja seu irmão envolvido ou não, Alfredo foi vitorioso, liderando habilmente suas forças e expulsou os vikings do campo. No entanto, a vitória durou pouco, pois foi seguida por duas derrotas, em Basing e Meretun. Logo após a Páscoa, que caiu em 15 de abril daquele ano, Æthelred morreu e foi sucedido por Alfred.

READ  Vikings I

Arte: “Battle of Ashdown” de Matthew Ryan

Fonte: https://www.instagram.com/mylineagecom/

Tradução e adaptação: Prof. Dr. Ricardo Cabral

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.