Pular para o conteúdo

Filme Cruzada (Kingdom of Heaven)

Prof. Dr. Ricardo Pereira Cabral

Filme épico de 2005 produzido e dirigido por Ridley Scott, com roteiro de William Monahan, no elenco contando com nomes como Orlando Bloom, Eva Green, Jeremy Irons, Brenda Gleason, Edward Norton, Liam Neeson, Michael Sheen, Ghassan Massoud, David Thewlis e Alexander Siddig.

O enredo

A história se passa durante o século XII e retrata a defesa do Reino Latino de Jerusalém contra o sultão Al-Nasir Salah al-Din Yusuf ibn Ayyub (1.137-1.193), conhecido no Ocidente como Saladino, da Dinastia Ayyubida. O filme mostra as intrigas políticas entre os cristãos no reinado de Balduíno IV, a Batalha de Hattin e de Balian, de Ibelin (ou Barisan, o Jovem) senhor feudal francês que liderou a defesa de Jerusalém. Cumpre ressaltar que o roteiro, naquilo que se refere a Balian é quase que puramente ficcional, com muita licença poética em torno desse personagem. Na realidade Balian foi realmente o responsável pela defesa de Jerusalém, como mostra o filme. O cerco de Jerusalém durou de 20 a 29 de setembro de 1187 e realmente terminou com um acordo entre Balian e Saladino. Além, disso o filme, como era de se esperar, não é muito preciso quanto aos fatos históricos e em algumas passagens cai no estereótipo e no maniqueísmo. Tem ação na dose certa, intriga política, boas cenas de batalha e romance. O filme entrega aquilo que se propões com muita eficiência. Vale a pena assistir. Divirta-se!!!

Roteiro

 Na França de 1184, Balian, um ferreiro, é assombrado pelo recente suicídio de sua esposa. Um cruzado que passa pela vila se apresenta como o pai de Balian, Barão Godfrey de Ibelin, e pede que ele volte com ele para a Terra Santa, mas Balian recusa. Depois que o padre da cidade (meio-irmão de Balian) revela que ordenou que o corpo da esposa de Balian fosse decapitado antes do enterro, Balian inspeciona o padre completamente, percebendo que o padre havia roubado o colar de sua esposa e o mata antes de fugir da aldeia.

Balian se junta a seu pai, na esperança de obter perdão e redenção para ele e sua esposa em Jerusalém. Soldados enviados pelo bispo chegam para prender Balian, mas Godfrey se recusa a entregá-lo e, no ataque que se segue, Godfrey é atingido por uma flecha que se quebra em seu corpo.

READ  Filme A Cruz de Ferro

Em Messina, eles têm um encontro contencioso com Guy de Lusignan, futuro futuro rei de Jerusalém. Godfrey nomeia Balian o novo Barão de Ibelin, e ordena que ele sirva o rei de Jerusalém e proteja os indefesos, então sucumbe ao ferimento da flecha e morre. Durante a viagem para Jerusalém, o navio de Balian encalha em uma tempestade, deixando-o como o único sobrevivente. Balian é confrontado por um cavaleiro muçulmano, que o ataca em uma luta por seu cavalo. Balian mata o cavaleiro, mas poupa seu servo, que lhe diz que essa misericórdia lhe dará fama e respeito entre os sarracenos.

Balian, interpretado Orlando Bloom, vergado o uniforme de cruzado

Balian se familiariza com a arena política de Jerusalém: o leproso Rei Balduíno IV; Tiberíades, o marechal de Jerusalém; a irmã do rei, a princesa Sibylla, que é esposa de Guy e também mãe de um menino de um casamento anterior.

Guy de Lusignan apoia as brutalidades anti-muçulmanas dos Cavaleiros Templários e pretende quebrar a frágil trégua entre o rei e o sultão Saladino para fazer guerra aos muçulmanos. Balian viaja para sua propriedade herdada em Ibelin, e encontra os moradores lutando e a terra quase estéril por falta de água. Ele rapidamente começa a trabalhar, usando seus conhecimentos de engenharia para irrigar as terras secas e empoeiradas, enquanto trabalha ao lado dos trabalhadores. A terra rapidamente se transforma em terras agrícolas exuberantes, o que melhora a vida dos moradores e rende a Balian o amor e o respeito de seu povo. Durante esse tempo, Sibylla o visita e o observa enquanto ele interage com seus rendeiros, e eles se tornam amantes.

Em 1185, Guy e seu aliado, Raynald de Châtillon (que diferente do mostra o filme não era um Cavaleiro Templário), atacam uma caravana sarracena, e Saladino avança contra o Kerak (fortaleza) de Raynald em retaliação. A pedido do rei, Balian defende os aldeões, apesar de estar em grande desvantagem numérica. Capturado, Balian encontra o servo que ele libertou, que descobre ser, na verdade o chanceler de Saladino, Imad ad-Din. Imad ad-Din libera Balian em retribuição de sua misericórdia anterior. Saladino chega com um enorme exército para cercar Kerak, e Balduíno o encontra com o Exército de Jerusalém. Eles negociam uma retirada muçulmana, e Baldwin jura punir Raynald, embora o esforço desses eventos o enfraqueça.

Baldwin pede a Balian que se case com Sibylla e assuma o controle do exército, sabendo que eles têm afeto um pelo outro, mas Balian se recusa porque exigirá a execução de Guy de Lusignan e dos Templários. Baldwin logo morre e é sucedido por seu sobrinho, filho de Sybilla, agora Baldwin V. Sybilla, como regente, pretende manter a paz de seu irmão com Saladino. Logo, seu filho, como seu tio antes dele, começa a desenvolver lepra. Devastada e impulsionada pela crença comum da condenação eterna para os leprosos, Sybilla toma a decisão dolorosa de acabar com a vida de seu filho derramando veneno em seu ouvido enquanto ele dorme em seus braços. Sybilla então entrega a coroa ao marido Guy de Lusignan e se retira em para o luto.

Agora rei de Jerusalém, Guy liberta Raynald, que lhe dá a guerra que tanto deseja ao assassinar a irmã de Saladino. Enviando as cabeças dos emissários de Saladino de volta para ele, Guy declara guerra aos sarracenos em 1187 e tenta assassinar Balian, que mal sobrevive. Guy marcha para a guerra com o exército, apesar do conselho de Balian de permanecer perto das fontes de água de Jerusalém. Os sarracenos mais tarde aniquilam os cruzados cansados ​​e desidratados na Batalha de Hattin. Saladino captura Guy, executa Raynald e marcha para Jerusalém. Tiberíades parte para Chipre, acreditando que Jerusalém estava perdida, mas Balian permanece para proteger as pessoas da cidade e convoca todos os guerreiros para a defesa e motivá-los a lutar. Depois de um ataque que dura três dias, um frustrado Saladino conversa com Balian. Quando Balian reafirma que destruirá os lugares santos da cidade se Saladino não aceitar negociar. Saladino concorda em permitir que os cristãos saiam em segurança em troca de Jerusalém. Balian e Saladino ponderam se não seria melhor se a cidade fosse destruída, pois não haveria mais nada para lutar.

 Na cidade, Balian é confrontado pelo humilhado Guy e o derrota em uma luta de espadas, embora poupe a vida de Guy, dizendo-lhe para “levantar um cavaleiro” como se nunca tivesse existido. Na coluna dos cristãos em marcha, Balian encontra Sibila, que renunciou à sua pretensão de rainha.

READ  Livro Capitão Alatriste de Arturo Pérez-Reverte

Depois de retornarem à França, cavaleiros ingleses a caminho de Jerusalém cavalgam pela cidade para alistar Balian, agora o famoso defensor de Jerusalém. Balian diz ao cruzado que ele é apenas um ferreiro novamente, e eles partem. Balian é acompanhado por Sibylla, e eles passam pelo túmulo da esposa de Balian enquanto cavalgam em direção ao desconhecido. Um epílogo observa que “quase mil anos depois, a paz no Reino dos Céus ainda permanece ilusória”.

Crítica

Como era de se esperar o filme foi muito criticado pelas imprecisões históricas, sua visão idealizada das relações entre cristãos e muçulmanos, da visão romantizada das Cruzadas (muito criticada com muita razão no Mundo Islâmico), abordagem estereotipada e maniqueísta das relações entre cristãos e muçulmanos, das ordens militares religiosas, da religião em si (existência de radicais e fanáticos) entre outras. Devemos lembrar que o filme foi lançado em 2005 e estava dentro do contexto internacional pós-atentados de 11 de setembro de 2001 e da Guerra ao Terror.

O filme tem um fotografia muito boa, as interpretações salvo um ou outro exagero (Brendan Gleeson, o Reynald de Châtillon, por exemplo) estão dentro do esperado, as cenas de batalha e de lutas são de excelente qualidade e sem exageros, os efeitos especiais colaboram para dar mais realidade a ação e é um dos melhores filmes sob a direção de Ridley Scott.

O filme teve uma bilheteria ruim nos EUA e se saiu bem melhor na América Latina, na Europa e no mundo muçulmano (onde teve uma receptividade muito boa??!!).

O DVD

Link para a Amazon:

https://www.amazon.com.br/gp/product/B07PMSQY2X/ref=as_li_qf_asin_il_tl?ie=UTF8&tag=hmd2021-20&creative=9325&linkCode=as2&creativeASIN=B07PMSQY2X&linkId=16f5104808401268eb4be9cd154bcf5f

Recomendações

As cruzadas; A História oficial da guerra pela Terra Santa. Link para a Amazon:

https://www.amazon.com.br/gp/product/655561286X/ref=as_li_qf_asin_il_tl?ie=UTF8&tag=hmd2021-20&creative=9325&linkCode=as2&creativeASIN=655561286X&linkId=75b0dab31e2840c6f224112934573639

Link para a Amazon:

READ  Filme Os Duelistas

https://www.amazon.com.br/gp/product/9724417565/ref=as_li_qf_asin_il_tl?ie=UTF8&tag=hmd2021-20&creative=9325&linkCode=as2&creativeASIN=9724417565&linkId=19f6d2bd0fd5cb24915b1fc6a968c9a0

Fontes

https://en.wikipedia.org/wiki/Kingdom_of_Heaven_(film)

https://www.papodecinema.com.br/filmes/cruzada/

https://medium.com/@mrcfeitosa/resenha-do-filme-cruzada-de-ridley-scott-d3abf56aca05

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.