Pular para o conteúdo

Filme Top Gun: Maverick

Prof. Dr. Ricardo Pereira Cabral

Lançado em 2022, 36 anos depois do icônico e paradigmático “Top Gun: Ases Indomáveis”, Tom Cruise volta ao personagem, já Capitão Pete Maverick Mitchell e nos brinda com outra obra prima.

O filme produzido pelo próprio Tom Cruise junto Jerry Bruckheimer (que também produziu o primeiros), Christopher McQuarie (que também contribuiu com o roteiro), e Joseph Kosinski (também diretor do filme), roteiro de Ehren Kruger, Eric Warren Singer e do já citado Christopher McQuarie, baseado no argumento de Peter Craig e Justin Marks, a partir do roteiro do “Top Gun Ases Indomáveis” de Jim Cash e Jack Epps. O elenco liderado por Cruise conta com Milles Teller (tenete Bradley Rooter Bradshaw), Jennifer Connelly (Penelope Penny Bejamin), Monica Barbaro (tenente Natasha Phoenix Trace), Joe Hamm (vice-almirante Beau Ciclone Simpson), Glen Powell (tenente Jake Hangman Seresin), Lewis Pulman (tenente Robert Bob Floyd), Ed Harris (contra-almirante Chester Hammer Cain) e Val Kilmer (Almirante Tom Iceman Kazansky).

O filme tem 131 min e custou US$ 170 milhões e até o momento faturou US$ 885 milhões (até o momento, pois continua em cartaz).

https://revistaoeste.com/mundo/sucesso-mundial-de-top-gun-maverick-tem-participacao-da-embraer/

Enredo

Mais de três décadas após seu tempo na Top Gun, o capitão Pete “Maverick” Mitchell está servindo como piloto de testes da Marinha dos EUA. À medida que o contra-almirante Chester “Hammer” Cain se aproxima da base para encerrar o programa scramjet hipersônico “Darkstar” e redirecionar os fundos para programas de drones, Maverick voa com o protótipo para seu objetivo de velocidade e, em seguida, avança ainda mais em alta velocidade hipersônica, destruindo-o. Cain quer punir Maverick por sua imprudência, mas em vez disso o envia para Naval Air Station North Island como um instrutor Top Gun sob as ordens do amigo e ex-rival de Maverick, Almirante Tom “Iceman” Kazansky, comandante da 7ª Frota do Pacífico dos EUA.

Maverick recebe ordens de treinar um grupo de elite de aviadores F/A-18E/F Super Hornet reunidos pelo vice-almirante Beau “Cyclone” Simpson e contra-almirante Solomon “Warlock” Bates para uma missão urgente: bombardear uma usina de enriquecimento de urânio não autorizada de um país estrangeiro. A planta fica em uma depressão profunda no final de um cânion e é defendida por mísseis terra-ar e caças Su-57 Felon, de 5ª Geração, operando a partir de uma base aérea próxima. Maverick planeja um ataque com dois pares de Super Hornets, que voarão por um desfiladeiro e destruirão a planta. Os aviadores inicialmente rejeitam Maverick, particularmente o tenente Jake “Hangman” Seresin e o tenente Bradley “Rooster” Bradshaw, filho do falecido melhor amigo de Maverick e do operador de armas e radar Nick “Goose” Bradshaw.

https://avioesemusicas.com/quanto-custou-o-aluguel-dos-f-a-18-usados-em-top-gun.html

À medida que os aviadores treinam para a missão, o atrito se desenvolve entre Hangman e Rooster, que se ressente da atitude cavalheiresca de Hangman em relação a seus alas, enquanto Hangman critica a cautela de Rooster. Enquanto os aviadores observam Maverick, eles o reavaliam e se unem em torno dele. Maverick também se reúne com a ex-namorada Penny Benjamin, a quem ele revela que a mãe agora morta de Rooter o fez prometer impedir que seu filho voasse e bloqueou a inscrição de Rooster na Academia Naval, atrasando sua carreira. Maverick mais tarde se encontra com Iceman, que tem câncer na garganta e se comunica principalmente digitando em um computador. Tranquilizando Maverick sobre o ensino da equipe, ele morre dias depois, e Maverick junto com os aviadores assistem ao seu funeral, onde uma formação em horas fúnebres de caças é observada. Com Iceman morto, Cyclone remove Maverick como treinador de missão e define novos parâmetros que são menos arriscados na aproximação, mas mais arriscados na saída. No entanto, Maverick faz um voo não autorizado do curso simulado com os parâmetros ainda mais estreitos do treinamento original, provando que isso poderia ser feito. Cyclone está convencido e relutantemente nomeia Maverick como líder da equipe.

READ  A Marcha da Insensatez

Algum tempo após a missão, Maverick e Rooster trabalham juntos em um P-51 Mustang em um hangar perto da instalação de testes onde Maverick estava anteriormente estacionado. Penny chega com sua filha Amelia e Maverick a leva para passear na P-51. Galo caminha até um quadro de fotos e reconhece uma foto do sucesso de sua missão, ao lado de uma foto de seu falecido pai e de um Maverick mais jovem.

https://aeromagazine.uol.com.br/artigo/conheca-os-avioes-de-top-gunmaverick-que-estreia-nos-cinemas.html

Filmando Top Gun Maverick

Para criar a ilusão de que os atores estavam realmente pilotando os jatos durante as cenas de voo, os produtores pagaram à Marinha US$ 11.374 por hora de voo para F/A-18E/F Super Hornets e pilotos para pilotá-los. Pelo menos um F/A-18F foi equipado com câmeras especiais para filmar um ator no banco de trás. Cruise projetou um “campo de treinamento” exclusivo de três meses para treinar os atores com papéis de vôo para acostumá-los a acrobacias e altas forças G, e para construir a consciência espacial necessária para operar o equipamento da câmera. Parte do treinamento foi exigido pela Marinha para passageiros em jatos táticos, incluindo evacuação submarina. Monica Barbaro (Tenente Natasha Phoenix Trace) disse que o elenco suportou acrobacias no Extra 300L pilotado por Chuck Coleman, inclusive logo antes dos voos no F/A-18F, para garantir que seus corpos tivessem a tolerância necessária. Os atores também tiveram que aprender iluminação, cinematografia e edição para operar as câmeras corretamente, porque, como disse Bruckheimer, “quando estão no jato, eles têm que se dirigir essencialmente”.

A produção preliminar do filme começou oficialmente em 30 de maio de 2018, em San Diego, Califórnia. Durante o final de agosto, uma equipe de filmagem de 15 pessoas da Paramount e da Bruckheimer Films estava a bordo do porta-aviões USS Abraham Lincoln, baseado em Norfolk, para filmar as operações da cabine de comando. Em meados de fevereiro de 2019, Cruise e a equipe de produção foram avistados a bordo do USS Theodore Roosevelt em Naval Air Station North Island. Em março, as filmagens foram concluídas na Estação Aérea Naval Whidbey Island em Oak Harbor, Washington. Em 19 de junho de 2019, Miles Teller revelou em uma entrevista que havia terminado de filmar dois dias antes. A fotografia principal foi agendada até 15 de abril de 2019, em San Diego, Lemoore, China Lake, Chico e Lake Tahoe na Califórnia; Seattle, Washington; e Pax River, Maryland. Os trabalhos de pós-produção e edição foram supervisionados por Kosinski, em sua casa durante o bloqueio da pandemia de COVID-19

READ  Ataque ao porta-aviões Akagi durante a Batalha de Midway.

O filme foi filmado em formato IMAX usando câmeras Sony Venice 6K Full Frame com certificação IMAX. Kosinski explicou que a equipe passou mais de um ano com as forças da Marinha para usar as câmeras IMAX dentro do cockpit, com quatro câmeras voltadas para os atores e duas voltadas para a frente, além de câmeras montadas em toda a parte externa da aeronave. Ele explicou que “o público deve sentir a autenticidade, tensão, velocidade e forças gravitacionais, algo que não pode ser alcançado através de palco sonoro ou efeitos visuais, que exigia uma quantidade enorme de esforço e trabalho.” Ele acrescentou que mais de 800 horas de filmagem foi filmada para o filme, excedendo as filmagens combinadas para os filmes da trilogia O Senhor dos Anéis. Imagens aéreas também foram gravadas usando jatos Aero L-39 Albatros modificados com câmeras em seus narizes.

A aeronave fictícia “Darkstar”, parcialmente baseada no Lockheed Martin SR-72 não tripulado, foi projetada com a ajuda de engenheiros da Lockheed Martin e sua divisão Skunk Works. Uma maquete em escala real da aeronave foi construída e filmada em China Lake

https://www.fórumnerd.com/2022/05/critica-top-gun-maverick-top-gun.html

Efeitos Visuais

Em uma entrevista com C.W. Lemoine, Fred Lyn, um dos artistas de efeitos visuais da equipe de efeitos especiais afirmou que o uso de CGI foi extensivo no filme com os clipes F-14 e SU-57 inteiramente feitos por geração de computador. Lyn também afirmou que as cenas do F-18 na maior parte usaram um único jato que foi então submetido a CGI para criar as cenas de treinamento de vários “jatos”, e o esquadrão de 4 jatos usado como força de ataque no final do o filme também foi um único F-18 com os outros três feitos através de CGI.

READ  OBRA: MÉDICOS BRASILEIROS NA GRANDE GUERRA
Trailer do Filme Top Gun: Maverick
https://www.youtube.com/watch?v=9Jgua93Xhcw

Trilha sonora

A trilha sonora do filme foi composta por Harold Faltermeyer, Lorne Balfe, Lady Gaga e Hans Zimmer., com destaque para duas músicas “Hold My Hand” de Lady Gaga e “I Ain’t Worried” de OneRepublic. A partitura também incorpora elementos do original “Top Gun Anthem”, do primeiro filme

Recomendo a crítica de Raphael Chistensen sobre o filme, está disponível no link: https://igormiranda.com.br/2022/05/top-gun-maverick-critica/

Fontes

Top Gun: Maverick bate recorde impressionante nos Estados Unidos; confira

https://feededigno.com.br/curiosidades/top-gun-maverick-curiosidades-sobre-o-novo-longa-da-franquia/  (Recomendo)

https://www.fórumnerd.com/2022/05/critica-top-gun-maverick-top-gun.html (Recomendo)

https://aeromagazine.uol.com.br/artigo/conheca-os-avioes-de-top-gunmaverick-que-estreia-nos-cinemas.html

https://en.wikipedia.org/wiki/Top_Gun:_Maverick

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.