Início » Artigos » Alemanha » Operação Vento do Norte (Unternehmen Nordwind)

Operação Vento do Norte (Unternehmen Nordwind)

Prof. Dr. Ricardo Pereira Cabral

Esta operação está inserida na contra ofensiva alemã na região das Ardenas conhecida como “Operação Vigília sobre o Reno” (Unternehmen Wacht am Rhein) que se desdobrou em várias operações. A Operação Vento do Norte (Unternehmen Nordwind), lançada em 1 de janeiro de 1945, foi a última ofensiva da Wehrmacht (Herr e Luftwaff) na Frente Ocidental.

Em 16 de dezembro de 1944, os alemães lançaram sua contra ofensiva, os Aliados responderam deslocando unidades que estavam se recuperando na retaguarda, como a 82ª e a 101ª Airborne e, principalmente, unidades do 1º e do 3ª Exército norte-americano. Em consequência dessa movimentação de tropas para deter a ofensiva alemã, o 7º Exército norte-americano teve estender suas linhas a fim de ocupar o espaço deixado pelo deslocamento do 3º Exército para o norte.

O objetivo alemão

O objetivo da ofensiva alemão era romper as linhas de defesa e destruir o 7º Exército norte-americano e o 1º Exército francês, na região das montanhas dos Vosges Superiores e na Planície da Alsácia e destruí-los, retomar Estrasburgo. A Operação Dentista (Unternehmen Zahnarzt), segunda etapa da grande Batalha das Ardenas seria uma grande investida na retaguarda do 3º Exército norte-americano, visando destruí-lo.

As forças em luta

Os alemães lançaram contra o 7º Exército norte-americano, o Grupo de Exércitos G (comandado pelo coronel-general Johannes Blaskowitz) e o Oberrheim (comandado pelo Reichführer Heinrich Himmler). Não se enganem, o Exército de Blaskowitz em uma reunião de remanescentes de várias unidades blindadas reunidos sob o 39º Corpo de Exército Panzer, já a infantaria se constituía de três corpos sob o 1º Exército. Estas unidades estavam com seus efetivos reduzidos e com escassez de suprimentos e munição. As unidades de Himmler, o 14º Corpo, eram divisões da SS (a 6ª de Montanha, a 7ª SS Panzergrenadier, a 21ª Panzer e a 25ª Divisões Panzergrenadier) que estavam mais preservadas e tinham mais suprimentos, que juntamente com o 63º e 64º Corpo de Exército constituíam o 19º Exército. O efetivo empregado, assim como os meios empregados (canhões e blindados) são desconhecidos.

O 7º Exército estava constituído pelos 4º, 15º e 21º Corpo de Exército era composto por tropas experientes que haviam lutado no Norte da África, na Itália e que naquela conjuntura estavam operando na França. A 14ª Divisão Blindada e a 79ª Divisão de infantaria foram as unidades mais empenhadas em deter o contra-ataque alemão.

O ataque alemão e a resistência dos Aliados

No dia 31 de dezembro de 1945, três corpos do 1º Exército Alemão do Grupo de Exército G lançaram um ataque há uma faixa de 110 km, entre o 3º Exército e o 7º Exército. As unidades alemães conseguiram uma penetração derrotando as unidades norte-americanas que ocupavam posições defensivas muito distantes entre si. Neste mesmo dia a Luftwaffe iniciou a Operação Bodenplatte com o objetivo de apoiar as forças em terra.

Tão logo tomou conhecimento da ofensiva alemão o General Eisenhower, Comandante Supremo da Força Expedicionária Aliada, enviou suprimentos e reforços. Tais reforços eram as   unidades que estavam na reserva e, principalmente, as tropas veteranas que tinham sido liberadas do combate na Batalha das Ardenas. Ressalte-se que tais unidades estavam muito desgastadas e desfalcadas.

Em 7 de janeiro, a 21ª Divisão Panzer lançou um ataque cujo objetivo era cortar as linhas de comunicação e suprimento dos aliados no sopé oriental das montanhas Vosges. Aresistência veio da 14ª divisão Blindada e da 79ª Divisão de Infantaria. As divisões norte-americanas utilizaram as posições defensivas da Linha Maginot para conter o avanço inimigo, que continuava a atacar apesar da forte resistência  e das suas próprias perdas.

No dia 9 de janeiro de 1945, o 39º Corpo Panzer estava engajando fortemente as unidades norte-americanas. Os combates eram intensos, com norte-americanos e alemães ocupando parte das aldeias da região.

Em 15 de janeiro, pelo menos 17 divisões alemãs do Grupo de Exércitos G e Grupo de Exércitos Oberrhein (as divisões SS) estavam fortemente engajadas na luta contra os norte-americanos. O ataque alemão se desdobrou em direção a Estrasburg, no sul, lutando contra o 1º Exército francês.

Em 21 de janeiro, as esgotadas 14ª divisão Blindada e da 79ª Divisão de Infantaria, recuaram para formar um nova linha defensiva. Em seguida, foram retiradas do front e substituídas por novas unidades, retiradas de outras frentes.

Combatentes do 398º Regimento de Infantaria da 100ª divisão de Infataria norte-americana
https://warfarehistorynetwork.com/2018/12/22/operation-nordwind-the-other-battle-of-the-bulge/

No dia 25 de janeiro, novos reforços chegaram das Ardenas. A ofensva alemã foi detida em Haguenau, eliminando a ameaça sobre Estrasburgo. A partir desse evento o ataque perdeu o ímpeto e os aliados retomaram o avanço.

Considerações finais

As Operações Nordwind e Bodenplatte foram as últimas ofensivas lançadas pelos alemães no Front Ocidental. As perdas materiais (blindados e aviões) e de efetivos (23 mil entre mortos, feridos e capturados) forma demais para as já combalidas forças alemães que a partir de então recuaram, sem esperanças de deter a invasão da Alemanha.

Imagem de Destaque: https://warfarehistorynetwork.com/2018/12/22/operation-nordwind-the-other-battle-of-the-bulge/

Bibliografia

Link para Amazon:

https://www.amazon.com.br/gp/product/8542212312/ref=as_li_qf_asin_il_tl?ie=UTF8&tag=hmd2021-20&creative=9325&linkCode=as2&creativeASIN=8542212312&linkId=d04ce5e778be785af0236d55d20f6ca1

Link para a Amazon:

https://www.amazon.com.br/gp/product/B08BW356GJ/ref=as_li_qf_asin_il_tl?ie=UTF8&tag=hmd2021-20&creative=9325&linkCode=as2&creativeASIN=B08BW356GJ&linkId=c1410b7463494d9e389ba3dc07bec42f

Sites consultados

HILTZ, Madeline. Operation Nordwind: The Last Large-Scale German Offensive. Disponível em https://www.warhistoryonline.com/war-articles/operation-nordwind.html

WHITLOCK, Flint. Operation Nordwind: the “Other” Battle of The Bulge. Disponível em https://warfarehistorynetwork.com/2018/12/22/operation-nordwind-the-other-battle-of-the-bulge/. Consultado em 23/12/2021.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *