Início » Artigos » Anais do Seminário Internacional em comemoração ao 5º centenário da primeira volta ao mundo: a estadia da frota no Rio de Janeiro » Anais do Seminário Internacional em comemoração ao 5º centenário da primeira volta ao mundo: a estadia da frota no Rio de Janeiro

Anais do Seminário Internacional em comemoração ao 5º centenário da primeira volta ao mundo: a estadia da frota no Rio de Janeiro

“Ampla baía protegida por ilhotas brancas, batizada com a Santa de hoje: Santa Luzia. Aquela visão de ilhotas floridas que surgiu diante de nós, cobrindo quase toda a costa, pareceu-nos semelhante ao paraíso terrestre” — assim descreveu a Baía de Guanabara o italiano Antonio Pigafetta, escrivão da frota comandada pelo navegador português Fernão de Magalhães, ao chegar à costa carioca, em 13 de dezembro de 1519.

O Rio de Janeiro, primeiro porto visitado nas Américas pela audaciosa expedição que entraria para a história como a
primeira viagem de circum-navegação, foi palco, nos dias 12 e 13 de dezembro de 2019, de um evento que celebrou os cinco séculos deste feito sem precedentes e que inaugurou uma nova visão do mundo.

As reflexões e análises então apresentadas e os debates suscitados na ocasião, no
seminário “5º Centenário da Primeira Volta ao Mundo: A Estadia da Frota no Rio de Janeiro”,
ganharam em 2021 um livro homônimo, produzido pela Editora SDM, para estudo e deleite de
estudiosos ou simplesmente amantes do tema. Para estimular as pesquisas e o debate, bem como
democratizar a leitura sobre este episódio singular na história mundial, a Diretoria do Patrimônio
Histórico e Documentação da Marinha (DPHDM), responsável pela Editora SDM, disponibilizou o
livro integral em seu sítio eletrônico para baixar na internet — o link direto é tiny.cc/Livro5CentVoltaAoMundo

Reunindo conferencistas de prestígio do Brasil, Espanha, Portugal, Argentina, Chile, Peru e
Uruguai, refletindo sobre a ousada e valente jornada comandada por Magalhães e, depois, pelo
navegador espanhol Juan Sebastián de Elcano, o seminário foi promovido em 2019 pela DPHDM, o
Museu Histórico Nacional, as Embaixadas de Espanha e Portugal no Brasil e seus consulados no Rio
de Janeiro, e os Institutos Cervantes e Camões.

Organizado pelo Diretor Científico do seminário, o professor doutor Paulo Roberto Pereira,
o livro traz múltiplas vozes e olhares sobre a odisseia naval de Magalhães-Elcano e suas
implicações no contexto da expansão ultramarina, nos séculos XV e XVI, como célula primeira do
processo de globalização. Uma leitura indispensável para viajar no tempo e entender o impacto
desta aventura pioneira ao redor do globo.

MARINHA DO BRASIL

DIRETORIA DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E DOCUMENTAÇÃO DA MARINHA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *