Início » Artigos » Batalha de Balaclava » Batalha de Balaclava (25/10/1854)

Batalha de Balaclava (25/10/1854)

Prof. Dr. Ricardo Pereira Cabral

Esta batalha ocorreu durante o cerco de Sebastopol (1854-1855) na Guerra da Crimeia (1853-1856) e é a mais famosa de toda a guerra. A ordem que partiu de Lord Raglan, comandante em chefe das Forças Britânicas, para a Brigada Ligeira era retomar os canhões britânicos a direita do vale, posicionada nos redutos na colina Causeway, apoiando a Brigada Pesada (Heavy Brigate) e os Chausseurs d’Afrique (Caçadores da África, franceses). A ordem foi transmitida erradamente pelo capitão Louis Nolan ao Lorde Cardigan, comandante da Brigada Ligeira (Light Brigate), que indicou que o ataque seria a bateria principal no fundo do vale.

A Brigada Ligeira formou duas linhas: a 1ª. composta pelo 13th Light Dragoons, 17th Lancers e 11th Hussards, a 2ª linha, 4th Light Dragoons e o 8th Hussards.

A Light Brigate fez sua carga em um vale com artilharia russa posicionada nos flancos e a sua frente. Tais posições estavam protegidas por tropas de infantaria e por três brigadas de cavalaria russa (uma em cada flanco e uma mais recuada, todas posicionadas a retaguarda dos canhões do fundo do vale). James Scarlett, comandante Brigada Pesada, fez sua carga, mas vendo que a missão era um suicídio, não avançou.

A Light Brigate cumpriu sua missão e tomou a principal bateria russa no final do vale. As forças russas, que estavam em retirada, ao perceberem que eram superiores aos britânicos, retornaram a luta e retomaram as posições. Diante desse quadro e já bastante castigada, a Brigada Ligeira teve que se retirar, no que foi coberta pelos Chausseurs d’Afrique. O ataque durou apenas 20 min e a Brigada Ligeira teve 110 mortos e 161 feridos, de um efetivo em torno de 670 homens. A Carga foi um erro tático crasso e seu sacrifício inútil. O seu legado foi de heroísmo e abnegação reconhecido por todos.

A Carga da Brigada Ligeira foi imortalizada nos poemas de Rudyard Kipling e Alfred Tennyson. Também foi objeto de dois filmes um de 1936 e outro de 1968.

Quer saber mais sobre o Século XIX, leia o post sobre a Guerra Anglo-Zanzibari: A Batalha mais curta da História, você pode navegar por este link, no nome do texto ou pelas categorias do site

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *