Início » Artigos » Desembarque » Operações Anfíbias

Operações Anfíbias

Prof. Dr. Ricardo Pereira Cabral

Podemos definir operações anfíbias como uma ação de desembarque de tropas em um ponto do litoral inimigo (chamado de cabeça de praia), visando progredir em direção ao interior. É considerada uma das mais complexas operações militares. O termo anfíbio é de origem britânica (1930).

As operações anfíbias são realizadas desde a Antiguidade. No século XIII a.C, os Povos do Mar fizeram várias operações contra os egípcios e são os primeiros registros dessas operações. Os gregos, rotineiramente, faziam operações anfíbias. Uma das maiores, foi realizada pelos persas em Maratona (490 a.C.), só ultrapassada por Galípoli (1915). Durante a Idade Média destacamos as incursões/invasões vikings (VIII-X d.C.) e a invasão da Inglaterra (século XI d.C.), por William, duque da Normandia.

A partir do século XVI, começaram a surgir as primeiras tropas especializadas em ações anfíbias, os pioneiros foram os turcos otomanos na tomada de Malta (1565) e as operação passaram a ocorrer com maior frequência. Os navios de guerra, normalmente, passaram a levar um grupamento de fuzileiros em suas tripulações. Os britânicos se tornaram grandes especialistas neste tipo de operação.

Em meados do século XIX, com o advento da artilharia de retro carga e das granadas explosivas dos grandes navios (couraçados, e depois cruzadores e encouraçados), as fortificações baseadas em terras se tornaram um obstáculo menos difícil de ser ultrapassados.

A partir da década de 1930, com o surgimento do porta-aviões se incorpora o elemento aéreo ao ataque anfíbio, que irá exponenciar as possibilidades de ataque e defesa. Logo em seguida, surgiram os navios especializados no transporte de tropas e equipamentos para a realização do assalto à praia, como por exemplo os navios de guerra anfíbios e porta-helicópteros, além dos blindados anfíbios e helicópteros.

O maior e mais complexo assalto anfíbio da História foi a Operação Overlord (6/6/1944) que consistiu de assalto aeroterrestre atrás das primeiras linhas de defesa ao longo do litoral da costa da Normandia, do assalto anfíbio nas praias e do bombardeio naval e aéreo das posições nazistas. No Pacífico, foram realizadas o maior número de assaltos anfíbios na história das guerras.

Quer saber mais sobre as Operações Anfíbias, leia os posts sobre Jorge Sanjinez Lenz: Quem foi o peruano que lutou no dia D?, Dia D – O mais longo dos dias , você pode navegar por este link, no nome do texto ou pelas categorias do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *