Início » Artigos » Alemanha » Ratlines (Rotas de Fuga na Segunda Guerra Mundial )

Ratlines (Rotas de Fuga na Segunda Guerra Mundial )

Prof. Esp. Pedro Silva Drummond

No final da Segunda Guerra Mundial, os Países que compunham os Aliados aumentavam o cerco ao Nazismo, em todas as frentes de batalhas, os alemães estavam a cada dia perdendo mais territórios até a chegada à Alemanha.

Durante os últimos dias de guerra, as Ratlines¹ começaram a ser usadas por diversos Nazistas que fugiram por diversos caminhos e Países. Essas rotas eram usadas pelas Die Spinne² e ODESSA³ para garantir que esses fugitivos chegassem seguros aos seus destinos.  

As Ratlines eram viagens planejadas e arquitetadas por integrantes do Nazismo, com destino principalmente aos Portos de diversos Países, utilizando navios mercantes para as fugas. Países como a Espanha, Itália, Dinamarca, Suécia foram utilizados com esse proposito.

A necessidade de conseguir documentos falsos para as viagens fizeram com que Nações como a Suíça, Vaticano e até de Instituições Internacionais como a Cruz Vermelha também servissem como rotas para alcançar os objetivos.  Integrantes da Igreja Católica através da Comissão de Refugiados do Vaticano distribuíam documentos falsos que eram usados para a produção de passaportes feitos pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha, possibilitando com que os alemães pudessem viajar livremente para fora da Europa.

Enquanto muitos foram mortos, outros acabaram sendo julgados pelo Tribunal de Nuremberg, muitos acabaram fugindo. O Continente Americano foi um dos principais destinos, com aproximadamente 9 mil militares e colaboradores do Terceiro Reich, vindo para a região.

Os mais famosos integrantes do Nazismo que usaram essas Ratlines para escaparem foram: Adolf Eichmann, Josef Mengele e Klaus Barbie, entre outros.

¹ Sistemas de fuga para Nazistas que fugiam da Europa no final da Segunda Guerra Mundial para locais seguros.

² Organização formada durante o final da Segunda Guerra Mundial com o interesse de enviar  nazistas para locais seguros onde essas pessoas não pudessem ser capturadas e responsabilizadas pelos seus crimes.

³ Organização composta por ex-membros da SS, que tinham como objetivo proteger seus integrantes dos crimes cometidos durante a Segunda Guerra Mundial.

Quer saber mais sobre a Segunda Guerra Mundial, leia os artigos sobre o Graf Spee e a Batalha do Rio da PrataPortugal na Segunda Guerra Mundial: As motivações para a Neutralidade e os posts sobre Jorge Sanjinez Lenz: Quem foi o peruano que lutou no dia D?, Operação NeulandClasse Fletcher: O Melhor Destroyer da Segunda Guerra MundialBlitzkriegDia D – O mais longo dos diasOperação DínamoI52: Submarino Japonês afundado no Oceano AtlânticoSoldados da BorrachaFornovo di Taro: A rendição alemã para o Exército brasileiroSupermarine SpitfireWilhelm CanarisCanhão de 88 mm, você pode navegar por este link, no nome do texto ou pelas categorias do site.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *